Postagem em destaque

Muito Além... de Um Conto [Neblina da Noite - Luís Fernando Pinheiro]

O que parecia ser uma simples noite de trabalho, torna-se um pesadelo para um maquinista, que após partir com destino a última estação, e...

Translate

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Muito Além... do Fantástico Mundo de Neil Gaiman - O Oceano no Fim do Caminho


"Quem já leu outras obras dele devem pensar: Como Neil Gaiman consegue nos capturar de uma forma, que mesmo sabendo quem é o personagem, nos faz sentir parte da trama? Experimentando seus medos, aflições, emoções..." Enfim, assim o Muito Além das Aspas apresenta O Oceano no Fim do Caminho


Cena do Livro O Oceano no Fim do Caminho, idealizada e ilustrada por Karla Havenna



Neil Gaiman nasceu em 1960, na cidade de Portchester, Inglaterra. Desde pequeno, demonstrou sua ligação com os quadrinhos. Seu trabalho mais conhecido é "Sandman", que o imortalizou entre os fãs de HQs. O autor ganhou reconhecimento da crítica ao receber prêmios ao redor do mundo, entre eles o prestigiado World Fantasy Award, geralmente concedidos apenas a obras em prosa.

Entre outros vários trabalhos com HQs, romances e roteiros, Gaiman publicou os livros "Coraline", "Deuses Americanos" e "O Livro do Cemitério". Eu, até o momento, tenho duas obras dele em meu acervo literário, Coraline e este ao qual esta resenha tem como objeto, “O Oceano no Fim do Caminho” livro que iremos explorar um pouco de seu universo.

O Livro

Autor: Neil Gaiman.
Título da obra: O Oceano no Fim do Caminho. ( The Ocean at the End of the Lane - titulo original)
Editora: Intrínseca.
Data da publicação: 2013.
Lugar da publicação: Rio de Janeiro.
Número de páginas: 208 paginas.
Preço: Entre R$ 17,90 até R$ 29,90   (Verificado em 02/06/2015 sujeito a disponibilidade em estoques e alteração de valores).




Mas acredito que quem já leu outras obras dele devem pensar: como N. Gaiman consegue nos capturar de uma forma, que mesmo sabendo quem é o personagem, nos faz sentir parte da trama? Experimentando seus medos, aflições, emoções. Enfim, como se nós, leitores, entrássemos de verdade neste universo.

Narrado em primeira pessoa, o personagem, sem nome definido – o que ajuda a fazer com que você se sinta como o personagem principal (minha sensação) – de aparentemente mais de 40 anos, está em uma estrada em sua antiga cidade, tentando sair de um ambiente pesado ao qual se encontrava – um velório. Quando ele percebe, se vê dirigindo para sua antiga casa.

Ao chegar ao seu destino, descobre que sua velha casa não existe mais. Entretanto, em vez de retornar, ele segue adiante, inconscientemente, pela antiga estrada. Chega a casa onde morava sua amiga de infância – alias, sua única amiga na época – Lettie Hempstock. Lettie vivia em uma fazenda com sua mãe e avó.


Sem saber se a família Hempstock ainda morava por lá, ele desce de seu carro e vai até a porta da casa, na esperança de encontrar alguém. Uma senhora, que ele supõe ser a Sra. Hempstock – mãe de Lettie – fora quem o atendeu. Após uma breve conversa com a velha senhora, ele sente a necessidade de visitar mais um lugar naquela fazenda antiga. O local mais importante e que veio a mudar o rumo da historia de todos. Orientado a seguir a trilha de pedras, ele logo chega ao lago que ficava nos fundos do quintal da fazenda, que sua amiga curiosamente o chamava de Oceano. Suas memorias iam ficando cada vez mais fortes ao aproximar-se.

O mais curioso é a forma como ele mergulha em suas memorias, nos fazendo mergulhar juntos de vez em sua aventura. Sentado em um banco velho de frente para o lago, dá-se inicio a narrativa da história.

Contar mais seria spoiler[rsrs].

Aqui temos um trailer book, de ilustrações simples, mas que ficou muito lindo para o contexto:


Uma historia envolvente do começo ao fim, não consigo nem descrever direito o alvoroço que cada cena me causava. Parece clichê, mas o final é surpreendente, a ponto de que nem piscar direito conseguia, pois eram revelações que te deixavam de cabelo em pé.

Recomendado, O oceano no Fim do Caminho figura atualmente como o melhor livro de 2015 e entre os 10 melhores que já li até hoje.

Vejam aqui o depoimento de uma grande blogueira quando o assunto é Literatura e cultura em geral: Tatiana Feltrin do Think Little Things ( mas cuidado se você não gosta de spoliers, pois como sempre, quem curte muito um livro quer falar e as vezes escapa, rs)


Enfim, espero que tenham curtido. Até a próxima!

Referências
Skoob. (s.d.). Skoob. Acesso em 25 de Março de 2015, disponível em http://www.skoob.com.br/autor/33-neil-gaiman
Ilustração - Karla Havenna

Nenhum comentário:

Postar um comentário